O que é o Dia Mundial do Doador de Sangue

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Como visto anteriormente em nosso blog, em junho é comemorado o “Junho Vermelho” e, saiba que a data existe por conta do Dia Mundial do Doador de Sangue.

Essa data é sempre comemorada no dia 14 de junho, sendo usada para celebrar, agradecer os doadores, além de incentivar novas pessoas a realizar o ato.

Afinal, de forma simples de se dizer, o sangue é o elemento mais importante do corpo humano.

E, por meio da doação, o sangue ajuda em tratamentos e intervenções urgentes, para pacientes que sofrem de condições com risco de vida, além de apoiar procedimentos médicos e cirúrgicos.

O sangue também é necessário para o tratamento de feridos durante emergências de todos os tipos, tendo um papel essencial nos cuidados hospitalares.

Para celebrar a data, em 2005 a Assembleia Mundial da Saúde, designou o dia para agradecimento aos doadores.

Então, para você saber mais sobre a data, entender a importância da doação e seguir ajudando as pessoas, esse artigo é para você

Qual a importância em ser doador de sangue?

A doação de sangue é importante por vários motivos. Desde uso para tratamentos e intervenções urgentes até mesmo para tratamento de feridos durante emergências.

Então, o processo de doação de sangue faz parte de uma forma de auxiliar as pessoas, já que você não pode saber para onde o seu sangue irá.

Além disso, o acesso a sangue seguro ainda é uma forma de privilégio. Afinal, a maioria dos países de baixa e média renda não possuem sangue seguro, já que as doações são baixas e os equipamentos para testar o sangue são escassos.

Para se ter ideia, em um levantamento feito em 2020, foi constatado que mundialmente, 42% do sangue era coletado em países de alta renda, que abrigam 16% da população.

Ou seja, de forma simples, é importante dizer que nem toda a população mundial terá direito a uma transfusão de sangue de qualidade.

Assim, é importante salientar que um suprimento adequado de sangue só é garantido através de doações regulares e voluntárias.

E, por isso, a Assembleia Mundial da Saúde, em 2005, designou o dia 14 de junho como o Dia Mundial do Doador de Sangue.

A data escolhida foi essa para celebrar o aniversário de Karl Landsteiner, imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e as várias diferenças entre os tipos sanguíneos.

Então, para agradecer aos doadores, é um dia de conscientização sobre a necessidade global de sangue seguro e de como todos podem contribuir.

Quais os objetivos da comemoração?

Bem, a celebração desta data tem uma importância internacional, sabendo que as doações de sangue podem afetar o mundo inteiro.

Dessa forma, a data é utilizada para celebrar e agradecer às pessoas que doam sangue, incentivando mais pessoas a doar.

E, assim, aumentar a conscientização sobre a necessidade urgente de aumentar o número disponível de sangue seguro, para ter o uso quando e onde for necessário.

Assim, demonstrar que a necessidade de acesso universal à transfusão de sangue segura, promovendo seu papel na prestação de cuidados e na obtenção de cobertura universal.

Para isso, é necessária a mobilização de apoio nos níveis nacionais e global entre os governos e parceiros, desenvolvendo uma maneira de investir, fortalecer e sustentar programas de doação de sangue.

Criando, desse modo, um  padrão para todas as doações de sangue a nível global, auxiliando a saúde e formando uma corrente para as transfusões de sangue.

Quem pode doar sangue?

Se você tem o interesse em ser doador, é necessário que você saiba quem pode doar sangue e quanto de sangue você irá doar.

Então, não são todas as pessoas que podem doar sangue e os requisitos para ser doador são simples, apesar de vários. Então, saiba quais são agora:

  • ter entre 16 e 69 anos;
  • ter doado sangue pela primeira vez antes dos 60 anos;
  • pesar mais que 50 kg;
  • não estar em jejum;
  • não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
  • não ter tido parto ou aborot há menos de 3 meses;
  • não estar grávida ou amamentando;
  • não ter feito tatuagem ou maquiagem definitiva em 1 ano;
  • não ter piercing em cavidade oral ou região genital;
  • não ter feito endoscopia ou colonoscopia nos últimos 6 meses;
  • não ter tido febre, gripe ou infecção bacteriana há 15 dias;
  • não ter visita área endêmica de malária há menos de 1 ano;
  • não ter tido malária;
  • não ter diabetes;
  • não ter feito uso de medicamentos anti-inflamatórios nos últimos 3 dias;
  • não ter fator de risco ou histórico de doenças infecciosas que podem ser transmissíveis por transfusão.

Como é feita a doação?

Embora não pareça, o tempo de doação de sangue é bem rápido e ela é feita de forma simples.

A doação de sangue é um processo simples, rápido e sem riscos ao doador. Para doar sangue, basta ir até um Hemocentro e, lá, você descobre se atende os requisitos necessários. 

O processo completo envolve o cadastro, procedimento e até mesmo o lanche pós-doação pode levar, em média, 40 minutos.

Nesse processo, uma pessoa adulta que tem, em média, 5 litros de sangue, tem retirado cerca de 450 ml de sangue.

Quais são os benefícios?

É importante frisar sempre que, o maior benefício de todos, é a ajuda ao outro. Uma bolsa de sangue doada pode salvar até quatro vidas.

Porém, existem estudos que provam que ser doador pode ter mais benefícios para o coração, diminuindo o risco de câncer.

Além disso, é um cuidado com sua saúde, já que todo doador recebe um check-up gratuito, podendo aferir qualquer problema de saúde.

Ou seja, após o doador realizar a coleta, o sangue passa por etapas de teste, sendo processado em um laboratório para eliminar qualquer possibilidade de contaminação. 

Assim, aumenta o potencial, permitindo que mais pessoas possam ser beneficiadas pela mesma bolsa de sangue.

Esses processos laborais, como supracitados, podem encontrar diagnósticos de problemas de saúde para o doador e, assim, servem para descartar quaisquer riscos de contaminação.

Então, se você quer saber mais sobre a doação de sangue e como ela funciona, venha ao Centro Hospitalar São Camilo. Aqui nossa equipe estará preparada para auxiliar você em seu processo, podendo sanar suas dúvidas e mostrar porque você pode ajudar outras quatro vidas.

Veja mais:

O que é o Junho Vermelho?

Se inscreva na nossa newsletter

e fique por dentro das últimas e principais notícias

Mais notícias

Problemas digestivos
Uncategorized

Problemas digestivos comuns

Quando se trata da saúde digestiva, muitos de nós experimentamos desconfortos ocasionais, enquanto outros podem enfrentar problemas mais persistentes. Os distúrbios digestivos são comuns e

Nossa missão é
cuidar da vida!

Conte sempre com o
Centro Hospitalar São Camilo!

icon tomografia

Resultado exame de imagem

1340095

Resultado exame de laboratório