Quais as diferenças entre tomografia, raio x e ressonância magnética?

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Sendo três exames muito comum para as clínicas de imagens, você conhece as diferenças tomografia, raio x e ressonância magnética?

Em todos, o procedimento é o mesmo: o paciente vai até o local, se posiciona, fica imóvel e é “fotografado” por um aparelho, que mostra por dentro do seu corpo.

E, talvez por isso, eles sejam muitos confundidos entre o público geral. Mas, saiba que os resultados apresentados por eles são específicos e podem não servir para todos os diagnósticos.

Então, se você deseja entender mais sobre como eles funcionam, quais as suas diferenças e semelhanças e também o que cada resultado significa.

Desse modo, você irá acabar com a confusão entre tomografia, raio x e ressonância magnética que existe dentro de você.

Além disso, esse artigo explicará quando cada um dos exames é indicado, quais as formas que ele pode ser feito e como você deve se preparar para cada um deles.

Existe diferença entre eles?

Bem, é óbvio que ao chegar até aqui você já percebeu que existem diferenças entre a tomografia, a ressonância magnética e o raio x.

Todos os três são exames de imagens, ou seja, exames que entregaram uma “fotografia” em uma chapa. Por isso geram tanta confusão e dúvidas, já que o resultado é o mesmo, apesar do processo e do que elas indicam serem diferentes.

Assim, todos os exames entregarão uma imagem, mas não são as imagens do mesmo modo.

Isso porque, enquanto a radiografia (raio x) entrega imagens de tecidos mais densos, como ossos e dentes. Desse modo, o raio x é um feixe de luz emitido por uma máquina e que é absorvido pelos tecidos, entregando uma imagem nítida dos tecidos, gerando uma “fotografia”.

A tomografia é uma evolução da radiografia. Ela é gerada de uma maneira semelhante e, com  a combinação de softwares de computador, entrega uma imagem tridimensional e altamente detalhada. 

Já as ressonâncias são exames muito avançados que permitem investigar uma série de anormalidades presentes no corpo, por meio de imagens tridimensionais e com um alto nível de detalhamento, também.

E, como supracitado, embora todos os exames entreguem imagens de órgãos e sistemas do corpo, eles são usados para fins completamente diferentes.

Por esse motivo, podemos dizer que eles todos pertencem aos exames de imagens, mas não são a mesma coisa.

Como cada exame funciona? 

Bem, todos eles entregam imagens de membros e órgãos de seu corpo. Assim, podemos dizer que os três exames servem para enxergarmos dentro de nosso corpo.

Mas, eles funcionam de forma diferente. E essa diferença não está somente no resultado ou no uso das “chapas” que são formadas por eles. Já que a tomografia e as ressonâncias são feitas em máquinas produzidas para isso.

Ou seja, ao contrário do raio x que o paciente faz em todas as posições possíveis, esses dois exames são feitos com o paciente deitado em uma máquina e, assim, recolhendo o resultado. 

Então, ainda assim a tomografia e a ressonância funcionam de formas diferentes entre elas. Isso porque o primeiro ainda usa raio x para buscar o resultado, o segundo usa de campos magnéticos e ondas de radiofrequência.

Ou seja, por esse motivo os três possuem resultados diferentes, sendo usados de formas totalmente contrárias.

Existem casos onde os três exames devem ser feitos para garantir um melhor resultado, afinal, nunca sabemos o grau das lesões em que o nosso corpo pode ser exposto.

Então, por isso ambos devem ser usados de forma correta, sendo realizados sempre o mais rápido após o médico fazer o pedido do exame de imagem.

Quando cada exame pode ser pedido?

Os três exames podem ser pedidos para mais de um tipo de lesão – ou suspeita de anormalidades no corpo.

Por exemplo, é capaz de você encontrar lesões ortopédicas em todos os exames, mas cada um deles entregará de uma forma mais simples ou mais específica.

Assim, explicaremos os motivos mais comuns dos exames serem pedidos pelos médicos.

Raio x

Os raios x têm usos mais simples, sendo usados para lesões ortopédicas e outros pequenos casos.

Assim, os raios x podem ser pedidos para:

  • dentes: detecção de cáries, infecções, quebras e má oclusão;
  • ossos e articulações: diagnósticos de inflamações, infecções, fraturas e câncer;
  • pulmão: investigação de pneumonia, tuberculoses e tumores.

Tomografia

As tomografias são a “evolução” dos raios x, que são feitos com uma combinação de softwares de computador para produzir imagens tridimensionais e altamente detalhadas.

As tomografias permitem a detecção de uma infinidade de alterações no corpo. Alguns dos principais usos são:

  • crânio: identificar infecções, sangramentos, traumatismo e câncer de cérebro;
  • face: estudo de alterações nas cavidades nasais e seios da face, como sinusite;
  • abdômen: detecção de inflamações e infecções – apendicite, pancreatite, diverticulite – cirrose, gordura no fígado, pedra no rim e outras;
  • tórax: diagnóstico de pneumonia, tuberculose, câncer de pulmão e enfisema;
  • coluna: hérnias, ruptura discal, fraturas e tumores.

Ressonância

Assim como a tomografia, a ressonância é um exame avançado, que permite a investigação de uma série de anormalidades com imagens tridimensionais e com um alto nível de detalhamento.

Então, os casos mais comuns são:

  • distúrbios neurológicos: esclerose múltipla, epilepsia, toxoplasmose e mal de Alzheimer;
  • alterações vasculares: aneurisma, AVC, infarto, hemorragias e trombose;
  • pelve feminina: infecção de bexiga, endometriose, mioma uterino, câncer de útero e ovário
  • pelve masculina: infecção urinária e câncer de próstata;
  • alterações nos órgãos do abdômen: apendicite, pedra na vesícula, pancreatite, pedra nos rins, malformação renal e câncer;
  • lesões ortopédicas: tendinite, bursite, hérnias, rompimentos e fraturas.

 

Se você precisar de um dos três exames, o Centro Hospitalar São Camilo é o local mais recomendado para realizar em Ponta Grossa. Com uma equipe altamente preparada, estamos prontos para atender vocês e auxiliar em todas as etapas do processo.

Veja mais:

Tudo que você precisa saber sobre Hotelaria Hospitalar

 

Se inscreva na nossa newsletter

e fique por dentro das últimas e principais notícias

Mais notícias

imunidade
Uncategorized

Como fortalecer a imunidade?

Já se perguntou por que algumas pessoas parecem raramente ficar doentes, enquanto outras pegam cada resfriado que aparece? A resposta pode estar na sua imunidade. 

Nossa missão é
cuidar da vida!

Conte sempre com o
Centro Hospitalar São Camilo!

icon tomografia

Resultado exame de imagem

1340095

Resultado exame de laboratório