Outubro Rosa: Entenda como é feita a mamografia

como é feita a mamografia

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Neste Outubro Rosa, queremos divulgar as informações sobre a prevenção do câncer de mama e uma das formas de fazer isso é contar como é feita a mamografia.

A campanha já tem mais de 30 anos e se dedica a popularizar o cuidado e divulgar informações sobre a prevenção. Especialmente porque pesquisas recentes indicam que o câncer de mama corresponde a 24,5% de todos os tipos de câncer que surgem em mulheres anualmente.

Todos os anos, cerca de 2,3 milhões de óbitos acontecem em decorrência do câncer de mama. A taxa de mortalidade atual fica entre 14,23 a cada 100 mil pessoas, o que o coloca como um dos mais letais.

No Brasil, mais de 60 mil casos foram detectados em 2021. Os dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) ainda apresentam a eficácia do diagnóstico precoce, garantindo 95% de chances de recuperação.

Para isso, especialistas indicam a realização da mamografia como principal forma de reconhecer a doença nos estágios iniciais, quando ainda tem menos de 2 a 3 cm e o toque não consegue identificá-lo.

Outubro Rosa
Foto: Freepik.

Como é feita a mamografia?

O cuidado é a principal forma de prevenir o surgimento de casos de câncer de mama. A doença se caracteriza pelo crescimento anormal do número de células de determinada região das mamas. 

Embora tenha rápido avanço, o caso responde bem diante do tratamento precoce. Para isso, o acompanhamento médico regular é essencial e pode determinar a manutenção da saúde.

O rastreamento pode garantir uma redução de 10% a 30% na taxa de óbitos em decorrência da doença. E esse acompanhamento é feito através da mamografia.

No caso da necessidade de mamografia, também chamada mastografia. Ela acontecerá de forma rápida utilizando um mamógrafo, aparelho que aplica uma pequena porção de raios-X sobre as mamas para identificar microcalcificações, assimetrias, lesões ou nódulos.

Para isso, é pedido que a paciente use duas peças de roupa para que a primeira seja retirada para a realização do exame. Então, as mamas são colocadas entre  as 2 placas do mamógrafo que irão comprimi-las vertical e horizontalmente para detecção.

No dia será pedido para que a pessoa que irá realizar não utilize qualquer produto nas axilas e na região dos seios, como desodorantes, talcos e perfumes. Eles podem afetar os resultados finais.

Embora não machuque, a mamografia causa dor. Para evitar que seja aguda, procure marcar a mamografia entre o 5° e o 10° dia após o início da última menstruação.

Outros cuidados são manter uma dieta rica em ácido linoleico e gama linoleico por pelo menos dois meses antes das análises. Eles são encontrados no azeite de oliva extravirgem, na castanha-do-pará e até no salmão.

Quando a mamografia é necessária?

A recomendação é que a visita ao ginecologista aconteça anualmente. No entanto, somente após os 40 anos há a indicação de que seja realizada a mamografia. As informações da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) apontam que todos os anos o exame seja realizado até que se alcance os 75 anos.

Mulheres a partir de 35 anos que tenham histórico de câncer de mama em familiares de primeiro grau também podem realizar. Para pessoas mais jovens que possuem histórico, o ultrassom e ressonância magnética também podem ajudar.

O exame não pode ser feito em gestantes e lactantes. O mesmo com pessoas que colocaram próteses mamárias há menos de 6 meses.

No entanto, existe uma exceção. Se durante a gravidez há a suspeita de câncer de mama, a mamografia é realizada para que o médico responsável chegue a um diagnóstico rápido.

 

Cuidar da sua saúde é priorizar a vida

Ainda existem muitos mitos e tabus relacionados à mamografia e é nosso trabalho desmistificá-los e fazer a informação circular. O primeiro passo é falar que o exame é simples e traz um resultado de alta confiabilidade. 

A atuação dele no diagnóstico agilizado do câncer de mama pode salvar vidas e garantir uma redução bastante expressiva nos casos.

Diferente do que muitas pessoas acreditam, a maior parte das ocorrências acontece entre pessoas sem histórico familiar. Portanto, visitar um ginecologista anualmente é a melhor forma de priorizar você.

Não deixe de fazer o exame.

O Hospital São Camilo está aqui para te auxiliar e prestar um atendimento especializado durante a sua mamografia. Privacidade, segurança e bem-estar são nossas prioridades durante o cuidado com a sua saúde.

Conte conosco!

 

Entenda mais sobre isso: Meses coloridos: o que representam?

Se inscreva na nossa newsletter

e fique por dentro das últimas e principais notícias

Mais notícias

Problemas digestivos
Uncategorized

Problemas digestivos comuns

Quando se trata da saúde digestiva, muitos de nós experimentamos desconfortos ocasionais, enquanto outros podem enfrentar problemas mais persistentes. Os distúrbios digestivos são comuns e

Nossa missão é
cuidar da vida!

Conte sempre com o
Centro Hospitalar São Camilo!

icon tomografia

Resultado exame de imagem

1340095

Resultado exame de laboratório